quarta-feira, 9 de dezembro de 2009

O PODER DA DECISÃO!!!


Ontem foi ia de pesagem no peso Ideal, mas eu não fui, primeiro porque como choveu muito aqui em São Paulo eu cheguei atrasado no trabalho e comecei o dia todo errado tomei café correndo, depois almocei correndo e resultado o omelete não caiu bem fiquei com dor de cabeça e dor de estomago.


Meu chefe decidiu fechar a empresa mais cedo para garantir que todos chegassem em casa com segurança, nisso lá se foi minha reunião do Peso Ideal.

Durante a semana eu me controlo bem, as vezes tomo um sorvete ou uma geléia colorida depois do almoço como sobremesa para aliviar o calor e vou para a academia religiosamente.

Fim de semana é meu problemas pois é onde eu me descuido com a cerveja e a guloseimas dos outros (porque em casa eu não tenho, mas sempre aparece alguém com um docinho um bolinho).

Por isso postei um texto muito bom que me vez refletir, sinto vontade de ficar lendo blogs 24 horas por dia, sinto vontade de passar o dia na academia, gostaria de ter tempo para fazer minha própria comida, mas tempo [é o que me falta e preciso aprender a fazer escolhas inteligentes, tanto em relação a comida quanto em relação a minhas atitudes.



O PODER DA DECISÃO!

“Sou assim mesmo, não tem jeito. Toda vez que me vejo nessa situação não aguento e desconto na COMIDA?



Não é “assim mesmo”, NÃO! Pode ser diferente. Quando percebo, já aconteceu, É como se faltasse a condição de decidir.

Um lado meu sempre persiste, enquanto o outro me impulsiona para a desistência. Temos padrões de comportamento bem específicos que atendem esses sentimentos.



A realização é o foco único do ser humano. Pare e pense: você, quando acorda, diz para si “Hoje vou me empenhar para sair da dieta? É claro que não. Intuitivamente, mesmo nos dias sombrios, você quer REALIZAR positivamente. Sua dimensão persistente vai lhe ajudar a fazer escolhas inteligentes, permanecendo atuante com seus padrões de comportamento produtivo. Resultado: REALIZAÇÃO!



Pense naqueles momentos em que você “descontou na comida”. Descontou o que? O que sentia? Do que precisava? Provavelmente, precisava de apoio, atenção, reconhecimento. De alguma forma, em algum momento da sua vida, houve um registro emocional que associou comida à realização.



É como se o aconchego desejado tivesse sido experimentado na parceria com a comida. Então, ficou demarcado que, sempre que você estiver naquela situação, vai recorrer ao apoio dela. Isso, no entanto, não é uma verdade absoluta. É somente um padrão de comportamento improdutivo e, como tal, pode ser transformado. Basta acreditar e usufruir da sua dimensão persistente, construindo escolhas inteligentes.



Vejo nos blogs pessoas que conseguem começar a RA e ir até o fim só eliminado peso, outras começam e param no meio do caminho, outras vão e vem e não saem do peso e outras desistem a menor dificuldade.

EU DECIDI VOU ATÉ A MINHA META E QUANDO CONSEGUIR QUERO COMEMORAR AQUI COM VCS!!!!!

6 comentários:

  1. Se tem alguém que tenta e tenta e tenta até acertar sou eu; minhas pesagens são uma loucura! :D Mas eu também vou até à meta Crizz, vamos juntas!

    Bjs e força aí!

    ResponderExcluir
  2. Crizzzzzzzzzzzzzzzz
    Fazia tempos que eu não visitava seu cantinho, ate tava pensando que vc tinha desistido.
    Mais to vendo que não....hehe
    Aparece lá no meu baraco..hehe

    Bjo :)

    ResponderExcluir
  3. cara .... que chacoalhão heim... deu vergonha, pq é assim mesmo, so to me segurando, pq o estomago ta dodói... senão, nem qro pensar...

    vamo para de lenga lenga e vamo atras de nossos sonhos...... bjo amiga

    ResponderExcluir
  4. oi, passei pra conhecer seu blog e desejar boa tarde.
    bjss

    aguardo sua visita :)

    ResponderExcluir
  5. Pois é, amiga... meu problema também é os finais de semana!!!
    Mas vamos correr atrás porque 2010 vai ser muito melhor do que 2009 pros nossos corpinhos. Porque aprendemos muito e queremos demais ficar magrnhas, né?
    Beijos meus.

    ResponderExcluir
  6. Oie

    voltei!

    mais gorda (104,2 quilos) mas com muita vontade!

    Senti muito a sua falta!

    beijos

    ResponderExcluir